Após um período de quase 6 anos desde o lançamento da versão 2.8, está disponível para download a nova versão estável do GIMP: 2.10.0. Os créditos desta atualização vão para um dedicado grupo de contribuidores, que após árduo trabalho permitiram que a versão 2.10.0 chegasse até nós.

Esta versão trás importantes novidades, não apenas para o atual momento do programa, mas também para as versões futuras. O esforço iniciado na versão 2.6 para implementar o GEGL (Biblioteca Gráfica Genérica, em tradução livre) ao GIMP ganha mais um capítulo: agora o processamento de imagens é feito quase completamente com esta biblioteca, e permite algumas empolgantes novidades como o processamento de imagens com bits de cores elevados (até 32 bits por canal de cor, e até 64-bit para imagens FITS), uso de multi-thread (isto é, fazer uso de todos os núcleos que seu processador possui para melhorar o desempenho do programa), e ainda com processamento de pixeis com aceleração de hardware (para sistemas com drivers OpenCL). Isso pode ser resumido como na possibilidade de produção de imagens com mais qualidade, junto com melhor desempenho do programa.

O avanço do GEGL ainda representa novidades nos tradicionais filtros: até a versão 3.0 os antigos complementos gradualmente darão lugar a novos desenvolvidos para essa nova biblioteca, o que permitirá filtros muito mais poderosos, e que apresentam a pré-visualização dos efeitos escolhidos diretamente na imagem a ser editada, e não mais numa pequena imagem de pré-visualização na janela do filtro escolhido. E a versão 2.10 apresenta boa parte da evolução deste trabalho, com a apresentação de diversos filtros já transferidos pela comunidade para a nova biblioteca. Você pode acessar eles pelo menu Ferramentas > Operação da GEGL do seu GIMP 2.10.0.

Entre outras grandes novidades desta versão, temos:

Melhoramentos na interface de usuário

  • Novos temas para o GIMP: claro, cinza, escuro, e conforme o sistema operacional. Assim como novos ícones que se adaptam ao tema usado;
  • Suporte básico para telas HiDPI;

Melhoramentos nas camadas e máscaras

  • O GIMP ganhou três novos grupos de modos de mistura de camadas: modo LHC (Matiz, Saturação e Luminosidade), Modo de translucidez para grupos de camadas, e os Queima Linear, Luz Vívida, Luz Fixa, Mistura Dura, Exclusão, Combinar e Dividir;
  • Vetores, camadas e canais agora também podem ser marcados com cores, para melhor organização do projeto. Isso será ainda mais útil quando a Equipe de Desenvolvimento do GIMP adicionar ao programa a capacidade de seleção de múltiplas camadas em breve nas próximas versões;
  • Agora as opções de composição de camadas são exibidas ao usuário, permitindo um maior controle sobre as camadas usadas;
  • Agora também é possível aplicar máscaras em grupos de camadas;

Novas ferramentas e antigas ferramentas melhoradas

  • A nova ferramenta Transformação Deformação agora substitui o antigo filtro Deformar. Com isso as modificações da imagem são visualizadas diretamente na imagem em edição, e essas modificações podem ser pontualmente desfeitas com o Modo Apagar da ferramenta. Ou seja, o GIMP ganha uma importante ferramenta de retoques e transformação especialmente usada na fotografia de moda;
  • Agora as ferramentas de transformação, que permitem redimensionar, rotacionar, e corrigir a perspectiva, foram unificadas em uma única ferramenta;
  • A ferramenta “Degrade” agora se chama “Gradiente”, e permite que você defina e edite, diretamente na imagem, onde seu gradiente começa e termina, assim como permite a aplicação de gradientes de múltiplas cores, e estilos;

Novidades nos plug-ins

Agora o GIMP possui mais de 80 filtros desenvolvidos em GEGL, e isso é uma ótima notícia, afinal:

  • Você pode aplica-los em imagens com até 32 bits de cores por canal;
  • É possível visualizar as modificações do filtro diretamente na imagem a ser editada, ao invés de em uma pequena pré-visualização na janela do filtro;
  • Três destes filtros permitem que você faça alterações diretamente na imagem a ser editada, permitindo melhor precisão e qualidade: Espiral, Supernova, e Projeção de Panorama. E outros filtros do tipo virão no futuro.
  • Agora você pode usar a pré-visualização dividida para ver sua imagem metade com a aplicação do filtro e metade sem a aplicação, e assim poder definir melhor a aplicação do filtro;
  • Quando o GIMP obter a capacidade de edição não destrutiva (esperada para a versão 3.2), você poderá alterar as configurações deste filtro a qualquer momento durante o trabalho, sem precisar voltar atrás e desfazer todo o seu trabalho para fazer alterações;

Outras importantes mudanças

  • Diversos melhoramento para pintura digital como a possibilidade de rotacionar e espelhar a tela de edição, pintura simétrica, suporte aos pincéis do MyPaint, e a adição em todas as ferramentas de pintura das opções de dureza e força;
  • Suporte a vários novos formatos de imagem, como OpenEXR, RGBE,  WepP e HGT. Assim como melhoria no suporte a formatos já existentes, em especial ao formato PSD (do Photoshop) e PDF, onde agora é possível importar arquivos protegidos por senha;
  • Visualização e edição dos metadados Exif, XMP,IPTC e DICOM. Você pode faze-lo através do menu Imagem > Metadados. Assim como o GIMP preservará os metadados previamente existentes em arquivos TIFF, PNG, JPEG e WebP;
  • As ferramentas de seleção sofreram melhorias, como a ferramenta de seleção de frente que agora é capaz de fazer seleções em sub-pixeis em casos complexos, como em fios de cabelo com fundo verde, ou em caso de um fundo texturizado.
  • Diversos melhoramentos para fotografia digital: Alguns dos diversos filtros criados em GEGL foram desenvolvidos especialmente para fotógrafos: exposição, sombras-destaques, high-pass, transformação Wavelet, projeção de panorama, e outros que serão ferramentas importantes no seu trabalho;
  • Além disso, o novo filtro de Extração de Componente simplifica a extração de um canal de cor de um dado modelo de cor (LAB, LCH, CMYK, etc) de uma camada selecionada. Se você está acostumado a trabalhar decompondo e recompondo imagens desta forma, então seu trabalho ficará mais fácil a partir de agora;

E o que podemos esperar para as próximas versões?

A próxima grande atualização será a versão 3.0 do GIMP, que contemplará a implementação do GTK+3, e diversas mudanças internas no programa. Para os usuários, isso significará uma interface de usuário atualizada, um melhor suporte às tablets gráficas, melhor suporte a telas HiDPI, e melhor suporte ao Wayland no Linux.

E, diferente das outras versões, novas ferramentas e implementos podem surgir já nas versões intermediárias 2.10.X. Isso significa novidades e implementos chegando num espaço de tempo menor.

Para ver a lista completa de novidades desta versão, basta clicar neste link (em inglês).

Para baixar esta versão do GIMP, basta acessar nossa página de download clicando aqui. E em casos de dúvidas, não hesite em dar uma passada no nosso fórum, clicando aqui.